Eduardo Bolsonaro diz que Júlia Zanatta deve ser uma das poucas candidatas com apoio do presidente no Brasil

Eduardo esteve na cidade nesta segunda-feira.

Por Tcharlles Fernandes

Pela segunda vez o deputado federal recordista de votos no Brasil, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) esteve em Criciúma. Reeleito em 2018, o deputado conquistou 1.843.735 votos, 8,74% dos votos válidos de São Paulo.

Eduardo veio à cidade a convite da pré-candidata a Prefeitura de Criciúma, a advogada Júlia Zanatta (PL) e participou de uma reunião política na Igreja Quadrangular, no Centro. Em entrevista ao Portal Melhores Publicações, dentre vários temas abordados, o deputado falou do apoio que pretende dar a Júlia Zanatta. 

"São pouquíssimas pessoas que a gente pretende apoiar para prefeituras. A Júlia certamente é uma delas. A questão da confiança é muito alta. Eu não consigo imaginar um cenário em que a Júlia seja eleita para qualquer cargo e depois venha a nos trair, como ocorreu com quase metade do Partido Social Liberal (PSL). É a segunda vez em menos de um ano que venho em Criciúma, coisa que eu não fiz em outras cidades porque não adianta eu apoiar uma pessoa que vai vencer, ou com chances de vitória, se amanhã ela não vai conseguir se posicionar sobre temas como a defesa das liberdades, defesa da família, a favor do armamento, etc. Apoiando a Júlia a gente tem tudo para fazer uma eleição bonita, com uma pessoa capacitada", afirma o deputado. 

Além de Eduardo Bolsonaro, o senador por Santa Catarina Jorginho Mello (PL) e o deputado estadual Jessé Lopes (PSL) participaram da reunião. 

Recomendados para você

Descaso com a saúde pública e com os trabalhadores

Descaso com a saúde pública e com os trabalhadores

Mesmo após o prefeito Clésio Salvaro (PSDB) anunciar a confirmação do primeiro caso de...

Coronavírus em SC: o que abre e fecha nos próximos sete dias

Coronavírus em SC: o que abre e fecha nos próximos sete dias

Governo de SC decretou situação de emergência e anunciou drásticas medidas para todo o território

Ciclone perde força, mas ainda exige atenção em Santa Catarina

Ciclone perde força, mas ainda exige atenção em Santa Catarina

A previsão é de que ocorram ventos de 50 a 80 km/h em áreas da região Sul, Litoral e Vale do Itajaí entre sábado e a madrugada de domingo.