Criminoso de alta periculosidade é preso em Araranguá

No final da tarde desta quarta-feira, uma guarnição da Polícia Militar realizava rondas pelo...

Por Tcharlles Fernandes

No final da tarde desta quarta-feira, uma guarnição da Polícia Militar realizava rondas pelo bairro Mato Alto, em Araranguá, quando visualizou um jovem em atitude suspeita próximo a um posto de combustível às margens da BR-101. O rapaz, de 18 anos, foi abordado e, em consulta ao sistema, os militares constataram que o mesmo estava foragido do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Lages onde estava apreendido por ter praticado crime análogo a tentativa de latrocínio na adolescência.

O jovem, morador de Araranguá, foi beneficiado com uma saída temporária no final do ano e não retornou. Ele foi encaminhado pela PM até a Central de Plantão Policial onde os procedimentos cabíveis foram tomados. O Departamento de Administração Socioeducativo (Dease) irá recambia-lo novamente ao Case de Lages.

Segundo relatos, ele é autor confesso de uma tentativa de latrocínio, ocorrida em setembro de 2016, tendo como vítima um taxista. Ele foi roubado e colocado vivo dentro do porta-malas do próprio táxi, jogado no Rio Araranguá na localidade de Volta do Silveira e só não morreu porque foi salvo por policiais militares que se jogaram no rio. Ele também tem passagens policiais por crimes análogos a porte ilegal de arma de fogo, tráfico e homicídio, tendo como vítima o araranguaense Cleidison de Araújo, de 32 anos, assassinado em Criciúma no dia 26 de junho de 2015. Fonte: Contra o Crime/Portal agora!

Recomendados para você

Duplo homicídio é registrado em Araranguá

Duplo homicídio é registrado em Araranguá

O crime ocorreu na madrugada desta sexta-feira.

Engavetamento é registrado em Araranguá

Engavetamento é registrado em Araranguá

Na tarde deste domingo, dia 12, por volta das 15h, um engavetamento envolvendo quatro veículos...

Casal de empresários morre em grave acidente

Casal de empresários morre em grave acidente

Fonte: O texto abaixo foi escrito por Karin Mariana no site Contra o Crime. Por volta das...