Decreto que obriga homens a servir ao Exército no carnaval é falso

Planalto diz que documento com medida de urgência devido à crise na Venezuela, que circula nas redes sociais, não é oficial.

Por Tcharlles Fernandes


Um documento falso com a imagem de um decreto presidencial que obriga todos os homens brasileiros com idade entre 18 e 60 anos a servirem ao Exército durante o carnaval circula por meio das redes sociais. O Planalto disse que “não se trata de informação oficial” e que, portanto, “trata-se de fake News”.

De acordo com o documento falso, a medida de urgência – que teria sido assinada nesta segunda-feira (25) – seria em decorrência do conflito com a Venezuela. Os brasileiros teriam que se apresentar às 18h do próximo sábado (1º) para o treinamento militar sigiloso.

Vale lembrar que o prazo para o alistamento no serviço militar no ano de 2019 começou em 2 de janeiro para os jovens brasileiros que nasceram em 2001. Apenas pessoas do sexo masculino, sejam elas cis ou transgêneros fazem o alistamento. Em tempos de paz, mulheres não atuam no serviço militar.

De acordo com o misnistértio da Defesa, o "alistamento termina no último dia útil do mês de junho e é necessário possuir um número de CPF para validar as informações."

Em situações específicas, rapazes podem ser dispensados do alistamento. "Quem for o único responsável pelo sustento da família deve procurar a Junta Militar do município para deixar de participar do alistamento. Já os portadores de necessidades especiais podem pedir a isenção do serviço militar. Nesses casos, é preciso apresentar um laudo médico que comprove o diagnóstico."

Recomendados para você

Idosa aplica 'mata-leão' e faz mulher desmaiar durante briga de trânsito

Idosa aplica 'mata-leão' e faz mulher desmaiar durante briga de trânsito

A mulher que ficou desacordada, de 39 anos, foi socorrida para a UPA da cidade e passa bem.

Criminoso é preso após matar a mãe com mais de 30 facadas

Criminoso é preso após matar a mãe com mais de 30 facadas

Mulher de 50 anos chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Turista dos EUA se recusa a ser atendido por negros no RJ

Turista dos EUA se recusa a ser atendido por negros no RJ

Mesmo na delegacia, americano Antony Barrow continuou com falas preconceituosas contra policiais