Operação de combate ao trabalho escravo é desencadeada em Criciúma

A operação está em andamento.

Por Tcharlles Fernandes


O Ministério Público do Trabalho (MPT), com apoio da Polícia Rodovia Federal (PRF) e da Polícia Federal (PF), desencadeou no final da manhã desta segunda-feira (21), uma operação de combate ao trabalho escravo e exploração sexual em Criciúma. 

De acordo com um integrante da PRF que participa da ação, até o momento, dois locais já foram averiguados na cidade. Um grupo de seis travestis foi flagrado hospedado em um local que servia como pensionato no Rio Maina, tendo sido deslocados até o MPT para prestar depoimento sobre as condições nas quais viviam.

Conforme os primeiros relatos, os travestis eram postos a trabalhar em pontos de Criciúma dentro de um esquema de exploração que caracterizaria escravidão. Não há, até o momento, registros de prisões por conta da operação.

Recomendados para você

Mulher é atropelada pela ambulância do SAMU em Criciúma

Mulher é atropelada pela ambulância do SAMU em Criciúma

A vítima foi encaminhada ao HSJ.

Bandido tenta fugir da PM e morre após colidir contra poste em Criciúma

Bandido tenta fugir da PM e morre após colidir contra poste em Criciúma

Nas vestes do criminoso foi encontrado dois cigarros de maconha.

Tentativa de homicídio é registrada no bairro São Domingos, em Criciúma

Tentativa de homicídio é registrada no bairro São Domingos, em Criciúma

Até o momento ninguém foi preso.