Gás natural terá aumento médio de 11,64% em SC a partir de outubro

Alta do dólar motiva o reajuste.

Por Redação

O gás natural vai ficar mais caro para os catarinenses a partir de outubro. O aumento médio será de 11,64%, informou nesta segunda-feira Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc). O reajuste é excepcional e ocorre porque a agência constatou alta expressiva no custo de aquisição do insumo, causada pela flutuação do dólar, reforçou a SCGás, responsável pela distribuição.

O reajuste causará impacto em todos os segmentos atendidos pelo gás natural. Terá peso maior para motoristas que abastecem com GNV, que vão pagar 12,09% a mais pelo metro cúbico. Para as indústrias que utilizam gás como fonte de energia – caso do setor de cristais, aqui no Vale –, o incremento será de 11,63%. Para os segmentos comercial e residencial, os acréscimos serão de 7,48% e 5,83%, respectivamente.

Este será o segundo reajuste do gás natural em um período curto de tempo. Em junho, a Aresc já havia anunciado aumento com vigência a partir de julho. Na ocasião, o GNV ficou 27% mais caro. Para a indústria, o insumo subiu 26%. Para o comércio, 15% e para o segmento residencial, 11%.

Recomendados para você

 Taurus perde mais de R$ 400 milhões em valor de mercado em 2 dias

Taurus perde mais de R$ 400 milhões em valor de mercado em 2 dias

Dado é da Economatica; em dois pregões, as ações da empresa já despencaram mais de 50%.

Grupo norte-americano Mohawk Industries compra 100% das ações da Eliane Revestimentos Cerâmicos

Grupo norte-americano Mohawk Industries compra 100% das ações da Eliane Revestimentos Cerâmicos

alor da negociação não foi divulgado pela diretoria da empresa catarinense, com sede em Cocal do Sul.

Dólar volta a subir nesta quinta e chega a R$ 4,21

Dólar volta a subir nesta quinta e chega a R$ 4,21

Na véspera, o dólar caiu 0,54%, a R$ 4,1176.