Nenhum servidor de Criciúma aderiu ao lockdown não remunerado sugerido pelo prefeito

O decreto foi assinado na última quarta-feira.

Por Redação

Na última quarta-feira (17) o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, assinou um decreto estipulando um "lockdown não-remunerado" para funcionários da Prefeitura. Até esta segunda-feira (22) nenhum servidor aderiu a modalidade.

No Instagram, o prefeito comentou a decisão. "Não quer vir trabalhar, não tem problema, quer se cuidar, ótimo, vai ficar em casa, mas não vai receber salário", declarou. "É muito fácil pedir lockdown quando a geladeira está cheia e o salário está garantido", completou o prefeito.

A medida, de acordo com Salvaro, tem adesão voluntária e o funcionário público poderá optar por ficar em casa com a condição de não receber seus vencimentos.

Fonte: OCP News.

Recomendados para você

Motorista embriagado provoca acidente grave no bairro São Luiz

Motorista embriagado provoca acidente grave no bairro São Luiz

As vítimas foram socorridas pelo Samu.

Diversos bandidos que estavam presos são soltos em Criciúma

Diversos bandidos que estavam presos são soltos em Criciúma

A Polícia Militar (PM) já está ciente do caso.

Importunação sexual: homem tenta abusar de adolescente dentro de ônibus em Criciúma

Importunação sexual: homem tenta abusar de adolescente dentro de ônibus em Criciúma

Apesar do susto, a vítima passa bem.