Chega a 10 o número de mortos em escola em Suzano

Caso ocorreu em colégio estadual na Grande São Paulo. Dois atiradores mataram ao menos oito pessoas e cometeram suicídio depois

Por Redação

Ao menos 10 pessoas morreram após um tiroteio dentro de uma escola em Suzano, a 57 quilômetros de São Paulo. Mais 15 pessoas ficaram feridas. Segundo informações da Polícia Militar, dois adolescentes armados e encapuzados invadiram o colégio e dispararam contra os alunos. O caso ocorreu na Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador.

Até o momento, a PM registrou a morte de cinco alunos, um funcionário do colégio, uma pessoa que passava pela rua no momento dos disparos, além dos dois autores dos disparos. Morreu ainda uma vítima levada para hospital. Informações preliminares indicam que os atiradores se suicidaram.

A escola oferece ensino fundamental e médio e um centro de estudos de língua.

A reportagem da Folha de São Paulo conversou com Juliano Simões de Santana, vizinho da Escola Raul Brasil. O morador disse que ouviu os disparos pouco após o início das aulas no período matutino.

— Moro ao lado, ouvi um tumulto e fui para lá. Cheguei e vi várias crianças saindo correndo ensanguentadas. Um desespero, professor, funcionário, todos correndo — afirmou.

Pouco depois de participar de coletiva de imprensa sobre as enchentes no Estado, o governador João Doria (PSDB) cancelou sua agenda para o resto do dia e decidiu ir para Suzano para acompanhar de perto o ocorrido.

— Estou muito impactado com o que eu vi aqui nesta escola, é uma cena muito triste. A mais triste que vi em toda minha vida. São adolescentes que foram brutalmente assassinados. Aos pais de vítimas e aos feridos, nossa solidariedade —, afirmou o governador, que pediu à secretaria de Saúde que garanta apoio psicológico aos atingidos.

Segundo o coronel Marcelo Salles, comandante da Polícia Militar, os atiradores dispararam em um proprietário de um lava-jato próximo à escola antes de entrar na unidade de ensino. A vítima está sendo operada num hospital da região. Os atiradores levavam um revólver calibre 38, um arco e flechas e artefatos explosivos. Salles disse ainda que os estudantes atacados estavam na hora do recreio. De acordo com ele, os atiradores se suicidaram em um dos corredores da escola.

Parentes e amigos de alunos são atendidos na escola

Foram acionadas seis unidades de resgate dos Corpo de Bombeiros, três do Samu, dois de suporte avançado e dois helicópteros águia. A PM está enviando também ao local uma equipe do Gate porque junto aos adolescentes foram encontrados artefatos parecidos com bombas.

A polícia isolou a rua que dá acesso à escola. Só a perícia e carros de resgate passam no local. Um gabinete de crise será montado na quadra da instituição de ensino para concentrar as informações sobre o ataque.

Recomendados para você

Polícia prende criminoso que traria 5.650 kg de maconha para Criciúma

Polícia prende criminoso que traria 5.650 kg de maconha para Criciúma

O bandido vai responder por tráfico de drogas e contrabando de arma de fogo.

'Todo mundo me pede bilhete', diz menino que viralizou na web após tentar 'fugir' da aula

'Todo mundo me pede bilhete', diz menino que viralizou na web após tentar 'fugir' da aula

Gabriel conta que depois da repercussão nas redes sociais ficou conhecido como "menino do bilhete".

Duas pessoas são assassinadas no Centro de Torres

Duas pessoas são assassinadas no Centro de Torres

As vítimas do crime possuíam extensa ficha criminal