Santa Catarina tem 20 casos confirmados de Gripe A em uma semana

Dive/SC confirmou também uma nova morte pela doença em São Francisco do Sul.

Por Tcharlles Fernandes

Santa Catarina registrou um aumento nos casos de gripe A. Em sete dias foram confirmadas 20 ocorrências de H1N1 no Estado. As informações são do último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC), divulgado nesta segunda-feira (27). O documento também aponta a morte de um idoso pela doença em São Francisco do Sul.

O Estado contabiliza 66 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) causados pelo vírus da gripe (influenza) entre 30 de dezembro de 2018 e 24 de maio de 2019. O tipo A (H1N1) representa a maior parte: 53 ocorrências. Em seguida vem o H3N2, com 11 casos. A Dive/SC pontua também duas outras situações: um caso de Influenza B e outro de subtipo não identificado.

Destes, 49 pacientes evoluíram para a cura. Doze estão em tratamento e cinco morreram. Os óbitos foram confirmados nas cidades de Blumenau, Brusque, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul e Tubarão, sendo cada cidade com um caso.

Segundo a Dive, dos 66 registros da doença, 41% dos pacientes apresentavam fatores de risco. Os idosos representam 30,3% deste percentual e são os mais atingidos pela SRAG. Em seguida estão portadores de doenças crônicas, com 29,7%; e os obesos, com 12,2%.

Municípios que registraram casos de Influenza

Blumenau: 10

Chapecó: 10

Florianópolis: 7

Joinville: 6

Brusque:3

Itajaí:3

Jaraguá do Sul: 3

Balneário Camboriú: 2

São José: 2

Tubarão: 2

Há também registros em Armazém, Biguaçu, Braço do Norte, Camboriú, Criciúma, Flor do Sertão, Itaiópolis, Jacinto Machado, Lages, Maravilha, Navegantes, Palhoça, Penha, Pomerode, São Francisco do Sul, São João Batista, Tunápolis, com um caso cada.

Um paciente que mora em São Paulo também foi tratado em SC.

Recomendados para você

Suástica em corpo de jovem foi

Suástica em corpo de jovem foi "automutilação", diz polícia

Para Polícia Civil, há indícios de autolesão ou de que as marcas tenham sido feitos de forma consentida.

Goleiro Bruno perde benefício de trabalho externo

Goleiro Bruno perde benefício de trabalho externo

Justiça emitiu decisão após divulgação de vídeo de ex-jogador em bar com duas mulheres.

Bolsonaro diz que se eleito 'bandidagem vai morrer' porque União não repassará recursos para direitos humanos

Bolsonaro diz que se eleito 'bandidagem vai morrer' porque União não repassará recursos para direitos humanos

Bolsonaro afirma que ONGs de direitos humanos prestam um 'desserviço' ao Brasil.