Ministério Público impugna 749 candidaturas com base na Ficha Limpa

Balanço divulgado nesta terça-feira mostra tentativa de barrar 2,6 mil candidatos, no total.

Por Redação

O Ministério Público Eleitoral (MPE) impugnou 749 candidaturas nas eleições de 2018 com o argumento de que elas descumpriam a Lei da Ficha Limpa. Balanço divulgado nesta terça-feira pelo órgão destaca que, ao todo, o Ministério Público tenta barrar 2.636 registros de candidatura, o equivalente a 9,1% do total de inscritos na disputa.

Há ainda 174 impugnações com base na Lei da Ficha Limpa que tiveram como argumento a rejeição de contas públicas por tribunais de contas. Nesse caso, o MPE contou com o auxílio do Tribunal de Contas da União (TCU) para identificar os políticos nesta situação que buscavam concorrer.

Fora desta lei específica, o MPE destaca a realização de 105 impugnações com base na regularidade de atos partidários. Dentre estas contestações estão casos de partidos e coligações que não cumpriram a exigência de indicar no mínimo 30% de mulheres para a disputa.

 

Recomendados para você

Com sobra: pesquisa mostra Clésio Salvaro com 70% das intenções de votos

Com sobra: pesquisa mostra Clésio Salvaro com 70% das intenções de votos

A pesquisa foi realizada nos dias 27 e 28 de setembro.

Criciúma pode ter um delegado como candidato a prefeito

Criciúma pode ter um delegado como candidato a prefeito

O delegado é cidadão honorário de Criciúma.

Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil

Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil

Jair Bolsonaro será o 38º presidente do Brasil.