Defensoria busca prisão domiciliar com tornozeleira para mais de 500 presos em SC

Pedidos partiram de uma força-tarefa nas unidades prisionais do Estado e ainda dependem de decisões judiciais

Por Redação

Uma força-tarefa da Defensoria Pública do Estado em unidades prisionais resultou em 538 pedidos de prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica. As solicitações se basearam em um entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) para os casos em que os detentos são submetidos a um regime prisional mais grave do que prevê a pena, na maioria dos casos devido à superlotação.

As autorizações para as prisões domiciliares, no entanto, ainda dependem das avaliações dos juízes de execução penal responsáveis por cada unidade. Além das tornozeleiras eletrônicas, a Defensoria Pública também formalizou 232 solicitações de antecipação do regime aberto e outras 107 de progressão de regime. Ao todo, foram formalizados mais de 1 mil pedidos relacionados aos processos de execução penal de aproximadamente 6 mil apenados.

A força-tarefa teve a participação de 27 profissionais da Defensoria entre 16 de julho e o último dia 21 de janeiro.

Recomendados para você

Polícia Militar faz grande apreensão de drogas em Criciúma; traficante foi preso

Polícia Militar faz grande apreensão de drogas em Criciúma; traficante foi preso

A prisão ocorreu no bairro Mina União.

Ladrão morre eletrocutado ao subir em poste para furtar fio em Criciúma

Ladrão morre eletrocutado ao subir em poste para furtar fio em Criciúma

O indivíduo ainda não foi identificado.

Feriado sem maconha: Polícia Civil apreende cerca de duas toneladas de maconha em Criciúma

Feriado sem maconha: Polícia Civil apreende cerca de duas toneladas de maconha em Criciúma

Foi apreendido cerca de 2440 quilos de maconha.