Golpe da venda de carro pela internet faz vítima em Criciúma

A confusão terminou na delegacia após intervenção do delegado Márcio Neves.

Por Tcharlles Fernandes

Na tarde desta quarta-feira (22), uma confusão em Criciúma chamou atenção de quem passava pelo supermercado Angeloni (apenas referência), na Avenida Centenário.

De acordo com a Polícia Militar que atendeu a ocorrência, o delegado da Polícia Civil Márcio Neves estava cortando o cabelo em uma barbearia na entrada do supermercado quando escutou o barulho de uma confusão e gritos de uma mulher pedindo socorro.

Com intenção de prestar auxílio, o delegado saiu da barbearia e se dirigiu ao local, onde atrás de uma pilastra dois homens e uma mulher brigavam. Até a confusão ser controlada, o delegado sacou a arma, se identificou como policial, determinou que todos encostassem na pilastra, mas uma das vítimas, que tinha depositado na conta do golpista cerca de R$ 8 mil e acreditava que o rapaz com quem brigava estava envolvido no golpe, não obedeceu e partiu pra cima do delegado pedindo para atirar, pois não tinha mais nada a perder e em determinado momento acreditava que o policial também estava envolvido no golpe.

O delegado quase que precisou entrar em luta corporal com o rapaz, sendo que para evitar um mal maior, guardou a arma e juntamente com alguns transeuntes conseguiu depois de certo esforço controlar o rapaz. 

A Polícia Militar chegou no local e o delegado Márcio, que tinha apreendido o celular, o documento e a chave do veículo objeto da contenda, apresentou a ocorrência aos policiais, que, na sequência, conduziu os três envolvidos para a delegacia.

Como foi o golpe?

Uma das vítimas anunciou seu veiculo na internet e o golpista pegou as fotos do carro e fez um outro anúncio com o valor muito mais baixo.

A outra vítima entrou em contato com o golpista na intenção de adquirir o carro e o golpista fez as duas vítimas se encontrarem para ver o veículo, pedindo para que uma não tratassem sobre a transação direto um com a outra e ambos foram até o cartório e reconheceram firma no documento de transferência.

Uma das vítimas depositou na conta do falsário R$ 8 mil e para ludibriar o verdadeiro anunciante do veículo o golpista enviou um comprovante de depósito de R$ 17 mil falso.

Até as duas vítimas descobrirem que foram vítimas de um golpista, que usou uma conta da cidade de Cuiabá/MT para adquirir vantagem indevida, se engalfinharam na entrada do supermercado.

Cuidados 

O delegado chama a atenção para alguns cuidados importantes, como: conferir a tabela Fipe do carro, ter bom senso, ficar atento ao sotaque de quem entra em contato e de onde são as contas bancárias. Isso porque os golpistas geralmente são de fora do Estado.

“Se o veículo vale R$ 50 mil, desconfie se vir um anúncio do mesmo veículo por R$ 25 mil. Ninguém vai vender num preço tão abaixo do valor da tabela. Se a pessoa falar que outra pessoa vai mostrar o carro, desconfie. Quem tem que fazer a transferência é o proprietário do veículo. Quando a pessoa fala para não falar nada de preço, de valores, desconfie que algum problema tem aí”, orientou o delegado.

Recomendados para você

Homem sofre sequestro relâmpago em Criciúma

Homem sofre sequestro relâmpago em Criciúma

No início da tarde desta sexta-feira, dia 15, a Polícia Militar foi acionada por um homem que...

Carga de cigarros contrabandeados é apreendida em Criciúma

Carga de cigarros contrabandeados é apreendida em Criciúma

A Polícia Militar fez uma grande apreensão, na tarde desta sexta-feira, dia 15, em Criciúma....

PM prende mais um criminoso em Criciúma

PM prende mais um criminoso em Criciúma

A Polícia Militar prendeu, nesta sexta-feira, dia 15, mais um criminoso (de blusa azul na...