Após mais de 10h de negociações, sequestrador é neutralizado em Balneário Gaivota

A ocorrência está em andamento.

Por Tcharlles Fernandes

Por volta das 7h30 da manhã desta segunda-feira, dia 5, um criminoso de 28 anos invadiu uma residência localizada na Rua 11 em Balneário Gaivota, mantendo uma mulher e os três filhos reféns por horas. Desde o início da manhã, a área foi cercada pela polícia e as negociações continuaram ao longo do dia.

O criminoso chegou na residência armado com uma faca rendendo a mulher e o filho do ex-patrão. Na parte da manhã, ele liberou dois filhos da vítima e por volta das 13h, o terceiro filho, mantendo apenas a mulher sobre a mira de uma faca.

O terceiro filho só foi liberado mediante uma troca, o homem exigiu a presença de um jornalista no local. Por volta das 13h15, a jornalista Karin Mariana do Portal Agora, foi chamada pela equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e pela Polícia Civil para conversar por telefone com o criminoso. “Ele pediu para que tomasse nota do nome da mãe, filho e dos irmãos dele, para que eu escrevesse que ele pediu desculpas pelo que ele estava fazendo e que os ama muito”, salienta Karin.

Conforme apurado, a casa foi invada pois o rapaz havia trabalho para o proprietário do imóvel sendo demitido e não conformado com a situação resolveu se vingar. 

Por volta das 17h, os policiais entraram na casa e libertaram a vítima. O bandido resistiu à abordagem e foi neutralizado a tiros. 

Fonte: Portal Agora

Recomendados para você

Inovação: Criciúma terá o bairro mais moderno do Brasil

Inovação: Criciúma terá o bairro mais moderno do Brasil

A apresentação do projeto foi feita na tarde desta quarta-feira (26).

Salvaro diz que pessoas que estão na Casa de Passagem vão ter que trabalhar para continuar no local

Salvaro diz que pessoas que estão na Casa de Passagem vão ter que trabalhar para continuar no local

O vídeo foi gravado nessa manhã.

Criciúma está há mais de três meses sem registrar homicídios

Criciúma está há mais de três meses sem registrar homicídios

Em Siderópolis, Treviso, Nova Veneza e Forquilhinha, cidades que compete ao 9°BPM, nenhum homicídio foi registado em 2021.