Empresário é seguido e sequestrado por bandidos em Criciúma; os criminosos invadiram a casa da vítima

Apesar do susto, a vítima não se feriu e passa bem.

Por Tcharlles Fernandes

Na madrugada deste domingo (03), um empresário de Criciúma passou por momentos de terror em poder de criminosos armados. O crime, segundo a Polícia Militar (PM), foi registrado por volta das 04h33min, no bairro Quarta Linha.

A vítima contou aos policiais que estava saindo de seu estabelecimento comercial, uma lanchonete localizada no bairro Comerciário e seguia em direção à sua residência, quando percebeu que estava sendo seguido por dois veículos.

No momento em que o empresário chegou em casa, os bandidos que estavam nos veículos descerem e renderam a vítima. Os assaltantes invadiram a residência e roubaram diversos produtos, além de R$ 7 mil em espécie.

Na fuga, a vítima foi feita de refém e permaneceu em poder dos ladrões por cerca de 40 minutos. Os criminosos liberaram a vítima na rodovia Luiz Rosso, às margens do morro da bananeira e fugiram em direção à BR-101 só após terem certeza que ninguém havia acionado a PM.

Conforme o empresário, ele foi ameaçado de morte a todo instante, pois os assaltantes queriam saber onde estava o cofre, porém o imóvel não possui o objeto. A Polícia Civil (PC), juntamente com o Instituto Geral de Perícias (IGP), também foi acionada, contudo até o momento ninguém foi encontrado. O caso será investigado.

Recomendados para você

Casal criciúmense morre em grave acidente na Rota do Sol

Casal criciúmense morre em grave acidente na Rota do Sol

As vítimas, João e Zenaide Emerêncio, eram casados e moravam do bairro Mineira Nova, em Criciúma.

Operação Veraneio vai atuar em 31 cidades do litoral catarinense

Operação Veraneio vai atuar em 31 cidades do litoral catarinense

Serão 81 dias de atuação em 31 municípios, com 561 quilômetros de litoral serão fiscalizados e 163 balneários protegidos.

Defesa Civil emite alerta de temporais, com ventos de até 60 km/h

Defesa Civil emite alerta de temporais, com ventos de até 60 km/h

Em caso de emergências, é possível buscar ajuda com o Corpo de Bombeiros, pelo telefone 193, com a Defesa Civil, no número 199 ou com a Polícia Militar, no 190.