Case de empresa Júnior do IFSC será apresentado em Curitiba

Fundada em novembro de 2018 pelos estudantes de Engenharia do Câmpus, a MAJ já possui no currículo o prêmio EJ Decola.

Por Redação

A Mecatrônica e Automação Júnior (MAJ), empresa júnior formada por estudantes de Engenharia Mecatrônica do Câmpus Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), terá seu case apresentado no próximo sábado, dia 26, em Curitiba. Os estudantes do IFSC falarão sobre os bons resultados da MAJ durante o Curitiba Júnior, evento organizado pelo Núcleo de Empresas Juniores de Curitiba.

A MAJ foi a única empresa júnior de Santa Catarina a ser convidada para se apresentar no evento, isto graças a dois motivos específicos: o curto período de tempo para conseguirem se federar à Federação de Empresas Juniores de Santa Catarina (FEJESC), realizando em dois meses e meio algo que a maioria das empresas juniores costuma levam de seis a oito meses, e a quantidade de clientes adquiridos e projetos vendidos nos seis meses de existência da empresa.

“Por ser um evento com mais de 350 pessoas, ficamos muito contentes com o convite. Ficamos mais satisfeitos ainda em ver que nossos resultados chegaram até outro Estado e que eles ficaram interessados em como conseguimos obtê-los”, diz Marcos Welliton Daros Felipe, presidente da MAJ.

Fundada em novembro de 2018 pelos estudantes de Engenharia do Câmpus, a MAJ já possui no currículo o prêmio EJ Decola, dado à empresa júnior que mais se destacou entre as EJs recém federadas à Fejesc. Além disso, a MAJ faturou em quatro meses R$ 18.500, valor maior que a média de faturamento anual das empresas juniores de Engenharia Mecatrônica.

“Que esse seja apenas o começo e que a MAJ consiga levar o nome da instituição e do curso cada vez mais longe”, conclui Marcos.

Uma empresa júnior é uma associação civil sem fins lucrativos e com finalidades educacionais, constituída e gerida por alunos matriculados nos cursos superiores do IFSC. Entre seus objetivos, estão o incentivo ao empreendedorismo e a qualificação na formação dos estudantes. O faturamento da empresa júnior é todo revertido no desenvolvimento da empresa e na qualificação de seus integrantes, sendo vedada a captação de recursos para seus integrantes ou para o IFSC. O Programa Institucional de Empresas Juniores do IFSC é regulamentado por uma deliberação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) de 2010.

Fonte: IFSC

Recomendados para você

Golpe no WhatsApp já atinge milhares de pessoas no Brasil; proteja-se

Golpe no WhatsApp já atinge milhares de pessoas no Brasil; proteja-se

Falso recado engana milhares de usuários ao oferecer recurso que lembra ações na plataforma.

Empresa chinesa apresenta o primeiro celular dobrável do mundo

Empresa chinesa apresenta o primeiro celular dobrável do mundo

O preço do produto custará, em três versões diferentes, de US$ 1.290 a US$ 1.860 (de R$ 5.100 a R$ 7.360).

O 5G e suas promissoras contribuições

O 5G e suas promissoras contribuições

No Brasil, o Ministério da Ciência e Tecnologia firmou um acordo para participar das tomadas de decisão sobre o funcionamento do 5G no mundo.